OS TLACUILOS E A TENOCHTITLAN VISTA POR HERNÁN CORTÉS

por Marcus Fabiano

7036794389_8db8867751_b

Ganhei o presente abaixo do historiador mexicano Joaquin Cabrera enquanto estudava os tlacuilos, espécie de escribas e notários pré-colombianos da Mesoamérica. Eles trabalhavam sob a proteção de Xochiquétzal (a flor preciosa, deusa da beleza e da fertilidade, representada pelo pictograma acima) e se ocupavam de produzir a belíssima escrita de glifos gravada e colorida nas edificações e documentos do Império Asteca. Os tlacuilos foram responsáveis por alimentar imensas bilbiotecas de códices redigidos sobre peles de animais, madeira, papel e telas de algodão. Tais bibliotecas, chamadas amoxcalli, guardavam poemas, linhagens genealógicas, acervos de mitos e uma infinidade de documentos tributários e administrativos. Mas, à diferença dos escribas dos antigo Egito, os tlacuilos não detinham o monopólio da escrita e da leitura, que os historiadores hoje acreditam ter sido razoavelmente bem difundida entre todos. Com a chegada d’El Conquistador, no século XVI, a grande maioria dos códices foi queimada por ordem da Igreja e alguns tlacuilos passaram a ser forçados a redigir outros documentos, com iconogafias que já se aproximavam dos padrões europeus e até chegavam a exagerar o tamanho físico dos sacerdotes e dos armamentos espanhóis.

As gravações abaixo, que recebi em MP3, são a leitura do fragmento La gran Tenochtitlan, extraído das Cartas de Relación, escritas por Hernán Cortés como descrição da capital do império asteca (governado por Montezuma), em 1520, ao rei da Espanha, Carlos V. Pelo que soube, a leitura foi feita por Juan Stack para um projeto de podcast da Universidade Autônoma do México (UNAM) em 2008. O relato de Cortés é riquíssimo em detalhes que vão do sistema lacustre à arquitetura da cidade, passando pelos costumes de seus habitantes. Trata-se de algo semelhante à nossa Carta do Achamento, de Pero Vaz de Caminha. Depois de se compreender o esplendor e a riqueza cultural de Tenochtitlan, resta sempre essa pergunta: como ela pode ter sido dominada por apenas 500 europeus com míseros 16 cavalos?

* * * 

Anúncios